Kibe de forno

Receita coringa, fácil, que dificilmente não agrada. Não precisa de ingredientes mirabolantes, nem de técnicas, nem de tempo. Kibe de forno recheado, bem confundível com amor.

Primeiro passo é colocar o trigo de kibe para hidratar. Ele precisa de uma a duas horas nesse processo, mas é o tempo entre vc chegar do trabalho e colocá-lo logo num bowl com água (até cobri-lo e só, não mais que isso) e então colocar uma roupa na máquina, checar o facebook, lavar uma salada e preparar a receita. Passa rapidjim.

Pra essa receita, que resulta numa travessa média bem cheia, que serve fartamente quatro adultos, uso meio saquinho do trigo para kibe da Yoki e meio quilo de carne moída (2x na máquina), pode ser acém, paleta, patinho, a carne de sua preferência.

Sugiro preparar o recheio antes, é bem mais prático do que depois ter de lavar a mão pra isso. Eu uso duas a três cebolas em fatias finas, dois a três tomates picadinhos e azeitonas picadas (verde e preta, se tiver). Coloco numa panela com azeite, sal, pimenta do reino e deixo a cebola murchar bem e está pronto nosso recheio, que na hora da montagem ainda será acrescido de algum queijo (muçarela fatiada, minas em cubinhos, o que vc tiver na geladeira).kibe recheio

Vamos ao preparo da ‘massa’ do kibe: num bowl (eu uso o mesmo em que o trigo estava hidratando, moooorro de preguiça de muita louça), coloco uma cebola grande bem picadinha, duas colheres (sopa) de alho bem picadinho, duas a três colheres (sopa) de margarina ou manteiga, sal a gosto, pimenta a gosto, hortelã fresco picadinho (eu uso umas 10 a 15 folhinhas, mas isso é bem pessoal) e a carne moída.

 

kibe preparo

Com o trigo hidratadinho (não precisa escorrer a água, porque se você tiver colocado só o suficiente para molhá-lo por completo, ele estará apenas úmido agora. e não encharcado), você mistura ele ao preparo acima e mexe bem. Com a mão. É, tem amores que precisam ser transmitidos assim, com a mão na massa (ahvá) e no kibe de forno essa parte do preparo é bem importante. Ele precisa virar uma massa bem uniforme, assimquinem na foto:

kibe pronto

Unto um refratário médio com um fio de azeite, distribuo metade da massa do kibe, coloco o refogadinho como recheio, o queijo, a outra metade da massa e pronto. Pode colocar um pouquinho de margarina ou manteiga em cima de tudo, pra ficar bem molhadinho. Meia hora de forno médio com papel alumínio, depois quinze a vinte minutos sem o alumínio (depende do seu forno).

Com um arroz e uma salada, temos uma refeição delícia e caseirésima.

 

Nunca lembro de fazer foto dele pronto, sempre confundo com amor antes. Se você fizer, me manda a foto pls? Prometo publicar ❤

Anúncios

Gente, que purê!

Alor! Vou tentar não me alongar no post, pq cada minuto perdido aqui é um minuto a menos comendo esse purê maravilhoso. E fácil, mas fácil facinho facílimo.

Só não é rápido. Mas esse tempo que ele demanda não é seu, é do forno. Isso mesmo, for-no! ❤ Acho ótimo pra quando a gente já vai usar o forno pra alguma outra coisa (economiza gás, don’dicasa) ou quando a gente tem outros afazeres enquanto quer deixar o jantar se fazendo pela gente (tipo, meia horinha de esteira ou um reality de cozinheiros na TV).

Seguinte: pega três beterrabas com casca e tudo, lava bem e embrulha no papel alumínio, com um pouquinho de ervas aromáticas da sua preferência (usei tomilho e, ó, delhas!). Coloca numa forma antiaderente e leva ao forno pré-aquecido, de médio pra alto, por muuuito tempo. Tipo, 40 minutos a 1 hora. Parece bizarro, mas ela vai ficar mega macia, sem perder nenhum nutriente, nem água, nem nada.

E já que eu falei em aproveitar o forno (que pode estar sendo usado – alô gerúndio – pra assar uma carninha, por exemplo), aproveita a forma das betê (a íntima!) pra fazer O TOQUE de sabor (ou de amor?) desse purê. Uma cabeça de alho, bem lavadinha, com casca e tudo, embrulhada também no papel alumínio.

Negócio é o seguinte. Lá pelas umazora depois, dependendo do seu forno (e você vai saber apertando a betê até ela estar SUPER macia), vc vai desligar o forno, desembrulhar com cuidado, raspar as cascas da beterraba (um garfo segurando-a, uma faca raspando, sai facinho) e picá-la ou amassá-la (depende do ponto que ficou). Vai também esmagar os dentes de alho pra ficar a casca e sair aquele creme dos deuses sabor alho, quase adocicado e saborosérrimo.

Joga as betê macia no liquidificador com o alho assado, acrescenta manteiga, sal, noz moscada, pimenta e o que mais vc quiser de temperinhos e, ó, se liga na visão do purê de amor MEGA saudável e fácil:

 

pure

Sou dessas que acha que comida com cor bonita ganha dois coraçõezinhos ❤ ❤