Petisco sem farinha, sem fritura

Tem dia que a gente não quer comida, pratão, arroz e tal. Quer beliscar. Quer petiscar.

Fora que, pra acompanhar uma cervejinha, não tem nada melhor que um petisco.

Problema é que, invariavelmente, a gente acaba apelando pro frito e, socorro, bomba dupla: muita caloria, pouco nutriente.

Aí que aprendi uma receita de bolinho de espinafre que não leva farinha, nem é frito em óleo. Não é demais? 🙂

Vai parecer que sou repetitiva (ok, talvez eu seja, rs), mas começo refogando um maço de espinafre pelo método fofolindo que indiquei aqui.

Aí, pico bem picadinho e reservo. Na mesma panela (que, oba, está “suja” de todos os nutrientes do espinafre), refogo uma cebola picadinha e dois dentes de alho picadinhos (ou uma colher de sopa daquele alho que a gente já compra picado).

Estando bem refogadinho, é só voltar o espinafre pra panela pra todo mundo ficar saboroso juntinho.

Num bowl, coloco esse refogado já frio (isso é importante, gente!), 4 colheres (sopa) de parmesão ralado (já fiz com queijo minas e achei que perde um pouco o sabor de friturinha-delícia, sabe?), 2 ovos (eu bato um pouquinho antes, a mão mesmo), 1 colher (café) de fermento em pó e 1 xícara (chá) de aveia em flocos finos. Misturo bem, tempero com sal e noz moscada e pronto, temos a massa do nosso petisco.

Aí aqueço uma frigideira antiaderente, coloco um fio de azeite e vou grelhando os bolinhos, que nada mais são do que uma colher de sopa cheia, mais ou menos, da nossa “massa”. Eu deixo o fogo de médio pra baixo e tampo um pouquinho, pra dar tempo de “cozinhar” antes de queimar. Eu viro uma vez de lado, assim que achar que está bem grelhadinho. E só.

bolinho de espinafre

 

Pensa só: poder tomar uma cervejinha e petiscar, sem perder a linha (pelo menos no quitute)?!

Amo! ❤

 

Mágica com espinafre

Aquele momento em que esse tantão de folha vira esse cadjim de espinafre cozido.
Sabe como cozinhar espinafre sem perder nadinha dos nutrientes? Mamai que me ensinou: coloca as folhas limpinhas numa panela e só. Nada de água. Ele cozinha na própria água que solta, quase que no vapor.