Comida é presente?

Ultimamente, cozinho só pra mim. O que não é muuuuito animador. Acaba saindo qq sanduichinho. Se eu admito confundir comida com amor, é justamente pq gosto de cozinhar para o outro, como demonstração de afeto.
Comecei a pensar, então, que meus feitos, ainda que não profissionais, podem ser presentinhos carinhosos pra quem amo.
Caru e Beto, queridos que me acolheram tão amorosamente quando me mudei pra SP, fizeram aniversário e os presenteei com um cheesecake. Da receita que publiquei aqui, mudei pra algo mais tradicional, sem ser de chocolate branco. Botei papel manteiga na forma pq achei que seria mirim demais levar com o fundo da removível (como já fiz, hahhaha), mas ainda preciso aprender a cortar direitinho pra não ficar essa borda todestranha de papel.
Os amigos gostaram. E eu fiquei feliz em poder confundir assim ❤

SavedPicture-2014915231331.jpg

Anúncios

Torta de cebola

Tem uma receita de torta de cebola que super impressiona, pelo sabor e apresentação, mas que dá zero trabalho. Desde que a vi no Paladar, do Estadão, faço com relativa frequência e, ó, sucessinho garantido. É legal pra servir quando vai receber uma visita, ou quando vai visitar alguém. Mas é uma opção boa de jantar, acompanhada de saladinha de folhas. Quem curte? ❤
É legal fazer numa forma de fundo removível, pq td que é bonito merece ser mostrado e essa torta é assim, todatoda exibida. Passa até por comprada pronta numa dessas casas bacanas, pode enganar seus convidados que eles cairão, rysos.

Primeiro, a massa: 100 gramas de manteiga, 1 xícara e meia de farinha de trigo (às vezes, uso metade integral e funciona bem) e duas colheres de sal. Mistura bem com a mão, até soltar dos dedos. A orientação original era de abrir com rolo e depois colocar na forma. Eu não tinha nem espaço, nem rolo, então comecei fazendo assim e tornei como padrão: pedacinho por pedacinho, moldando na forma, tipo quebra-cabeça. Tem que fazer o fundo e a lateral, ok?

Pro recheio, mais fácil ainda: precisa fatiar em rodelas finas três cebolonas grandes (ou umas cinco normais) e refogar num pouquinho de azeite, deixando-as bem transparentes, macias, mas não douradas. No liquidificador, bato três ovos com uma lata de creme de leite, sal e pimenta do reino a gosto.

Aí vamos pra forma que já está toda forradinha de massa, acomodo a cebola refogada em toda a área e despejo o líquido do liquidificador. Por cima, 100 gramas de parmesão e prontinho.
Uns 30 minutos de forno, ou até dourar.
Fica com aquela textura boa de quiche, bem leve e saborosa.

Torta ❤